4’138 visitatori in 24 ore
 255 visitatori online adesso




Pubblicare poesie Pubblicare poesie
Pubblicare poesie

Menu del sito

Le #parole nelle poesie
Alba Amicizia Amore Anima Bambino Cielo Coraggio Corpo Cuore Desiderio Destino Donna Emozione Felicità Gioia Giorno Illusione Libertà Luce Luna Madre Malinconia Mano Mare Memoria Morte Musica Natura Nostalgia Notte Nuvola Occhio Pace Paura Profumo Rabbia Ricordo Sentimento Serenità Sogno Sole Solitudine Speranza Stelle Tempo Terra Tristezza Uomo Vento Vita


Visitatori in 24 ore: 4’138

255 persone sono online
Autori online: 6
Lettori online: 249
Ieri pubblicate 57 poesie e scritti 49 commenti.
Poesie pubblicate: 332’461
Autori attivi: 7’453

Gli ultimi 5 iscritti: Riccardo Migani - angeloyzf - Carlo Molinari - Felice Ruggiero - maria attanasio
Chi c'è nel sito:
Club ScrivereDanilo Tropeano Messaggio privato ♦ Gianluca Leissring Lauricella Messaggio privatoClub ScrivereMaria Assunta Maglio Messaggio privato ♦ Giovanni Chianese Messaggio privatoClub ScrivereGiovanni Ghione Messaggio privatoClub Scriverepoeta per te zaza Messaggio privato
Vi sono online 2 membri del Comitato di lettura

SpiegaAutore della settimana
Libera Mastropaolo
autore della settimana Le sue poesie


_



Seguici su:



Luglio 2018  
do lu ma me gi ve sa
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19

Raccolte di poesie Raccolte di poesie
Poesia a tema di Vivì
In un remoto altrove di Felice Serino
Haiku di Maria Luisa Bandiera
Haiku, Tanka e ... volo libero di Salvo Scamporrino
I temi di Zaza di poeta per te zaza

SpiegaPoesie riproposte
Haiku nr. 21 di Wilobi
Tanka 11 di Sara Acireale
Cuore di Alboraletti Enrica
Rosa profumata rinascerò di Stefana Pieretti
La fine di adriana sini
Semplicemente di Carmine Ianniello 1
Ignavus di rita damonte
La vetta di Antonio Terracciano
Parlarti... amarti di Giovanni Monopoli
Benvenuta Primavera di Sara Acireale

I 10 autori più recenti:
Poeta Riccardo Migani: 3 poesie
Poeta Carlo Molinari: 3 poesie
Poeta maria attanasio: 3 poesie
Poeta Zigzagato: 1 poesie
Poeta Abi: 3 poesie
Poeta Gioirose: 2 poesie
Poeta Andrea De Flora: 12 poesie
Poeta IrenePizzimenti: 1 poesie
Poeta lucio61: 1 poesie
Poeta Maria Castronuovo: 1 poesie

Autori del giorno
Autore del giorno Fiammetta Campione
(19 Luglio 2018)
Autore del giorno Giorgio Dello
(18 Luglio 2018)
Autore del giorno Antonio Guarracino
(17 Luglio 2018)
Autore del giorno Paola Vigilante
(16 Luglio 2018)
Autore del giorno Francesco Rossi
(15 Luglio 2018)
Autore del giorno Giacomo Precone
(14 Luglio 2018)
Autore del giorno Daniele miraflores
(13 Luglio 2018)

Autori del mese
Autore del mese Giovanni Chianese
(Luglio 2018)
Autore del mese Amara
(Giugno 2018)
Autore del mese Giovanni Monopoli
(Maggio 2018)
Autore del mese Nunzio Buono
(Aprile 2018)
Autore del mese Mariasilvia
(Marzo 2018)
Autore del mese Azar Rudif
(Febbraio 2018)






Pubblicità
eBook italiani a € 0,99: ebook pubblicati con la massima cura e messi in vendita con il prezzo minore possibile per renderli accessibile a tutti.
I Ching: consulta gratuitamente il millenario oracolo cinese.
Confessioni: trovare amicizia e amore, annunci e lettere.
Farmaci generici Guida contro le truffe sui farmaci generici.

Xenical per dimagrire in modo sicuro ed efficace.
Glossario informatico: sigle, acronimi e termini informatici, spiegati in modo semplice ma completo, per comprendere libri, manuali, libretti di istruzioni, riviste e recensioni.
Guida eBook: Guida agli eBook ed agli eBook reader. Caratteristiche tecniche, schede ed analisi

Responsabilità sociale
Pubblicare poesie

490 Poemas em Português: a coleção de poemas publicados em Português

Incoerências

Uomini
A gente se perde de si mesmo
Desperdiça o tempo a esmo
Sem viver o necessário.
Na brevidade da vida
A gente abrevia as palavras
E assim sem se dar conta
O coração endurece
A esperança fenece.
A dor de outrora se apaga
A solidão se desbota
E o…leggiLeggi poesia
Incoerências
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 06/07/2018 03:28| 30

Despedida

Amore
Apague rapidamente a luz outrora brilhante
Em silêncio feche de uma vez todas as portas
Preciso dos rumos para o adiado reencontro
De minha alma, com a solidão que lhe espera.

Perdi o medo de experimentar noites vazias
Habituei- me a atravessar…leggiLeggi poesia
Despedida
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 03/07/2018 05:43| 52

Bendita Família

Famiglia
No correr dos dias os braços do tempo
Carrega a vida em passos apressados
Nem bem amanhece, o relógio dispara
E tal esperança, de repente é passado.

No correr dos dias a gente compreende
O amor que se faz vivo da nossa família
Celeiro de paz onde…leggiLeggi poesia
Bendita Família
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 20/06/2018 05:50| 43

Quando ero in culla

Quando ero in culla
Ai tempi ancora in fasce,
affetto e cibo procacciava il pianto:
gran poppate al letto grande!

Coscienza non avevo, né progetti, ch’io rammenti ...
Tempi belli?... Non ricordo!
solo istinto era la culla!...

Babbo e mamma mi mancarono,…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in licenza Creative Commons
Poesia in Portoghese
pompeo conte 04/12/2017 23:01| 99

Nenhum coração jamais sofreu quando…

Delicadas rendas
Entrelaçam fitas coloridas
Abraçam corações
Ousadamente corajosos
Que entregam aos sonhos
Desnudam a alma
Ignoram preceitos
Preconceitos
Amores desfeitos.

O etéreo tempo
Clama por pressa, espaço,
Asas capazes de…leggiLeggi poesia
Nenhum coração jamais sofreu quando foi em busca dos próprios sonhos
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 04/12/2017 15:01| 160

Perenidade

Vejo a luz da madrugada anunciar o dia
E a noite cansada tentando adormecer
Busco o etéreo palco pleno de estrelas
De onde escuto o som da última valsa.

No imaginário onde moram os sonhos
Por um momento me despeço de tudo
Entrego- me ao som que…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 31/10/2017 14:38| 197

Varal da Ilusão

Amicizia
No longo varal da ilusão
Recolho hoje os sonhos
Amarelados de pranto
Desbotados de encanto
Esquecidos sob o sol
Da primavera distante.


Presos em muitos nós
Finos fios de seda fria
Projetos outrora vivos
Sepultados ao acaso
No…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 15/08/2017 05:19| 351

Folhas de Outono

Spiritualita'
Não me pergunte como morrem os sonhos
Ou a razão da morte das folhas no outono
Não me pergunte sobre o sepulcro do amor
Ou a dimensão de um amanhecer sem cor.

Rabisque na areia as dores e todos os medos
Ouse amar…leggiLeggi poesia
Folhas de Outono
Poesia in esclusiva
Poesia in licenza Creative Commons
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 16/05/2017 05:55| 406

Mãe

Donne
Quisera estar entre os teus braços
Aninhado em teu envolvente abraço
Te entregar um ramalhete de flores
Rogar a Deus o fim de todas dores.

Quisera mãe, se me fosse permitido
Retornar súbito ao tempo de…leggiLeggi poesia
Mãe
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 15/05/2017 05:17| 1128

Desencontros

Spiritualita'
Por que será que é preciso
Sufocar o pulsar da alegria
Aninhar- se na amarga dor
Desligar- se da serenidade
Ocultar de vez a felicidade
Caminhar solitário nas ruas
Se perder como o sol da lua.

Por que será que é…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 08/05/2017 07:18| 451

Arremedos

Riflessioni
Quantas vezes me perdi de mim mesmo
E insana caminhei sobre espinhos a esmo
Desfiei o rosário dos sonhos desfigurados
Me vi esquecido em becos abandonados.

Quantas vezes naveguei no mar do amor
Tola crença de ver distante a amarga dor…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 07/05/2017 09:17| 423

Loucura

Riflessioni
Loucura é deixar morrer a esperança
É esquecer a cor e o som dos sonhos
E deixar fugir a felicidade por pouco.
Quem se habitua ficar louco, é louco.

Loucura é dar ibope para o negativo
Lamentar seguidamente sem…leggiLeggi poesia
Loucura
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 24/01/2017 02:49| 544

De vez em quando é preciso

Amore
De vez em quanto é preciso
Recuperar de vez a razão
Cerrar as portas dos sonhos
Seguir em silêncio a estrada
Em busca da cor do nada.

De vez em quando é preciso
Parar de sonhar acordado
Ignorar a tal da…leggiLeggi poesia
De vez em quando é preciso
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 23/01/2017 03:41| 873

Inspiração

Amore
Você surgir de repente
Quando meu ser tão descrente
Perdido, sem rota ou rumo
Tristonho, meio fora do prumo
Havia cerrado as portas
Para o amor que tanto falta.

Então meu mundo opaco
Enfraquecido, sem graça
De repente…leggiLeggi poesia
Inspiração
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 20/01/2017 01:18| 1253

Versos do Tempo

Introspezione
Meus versos hoje sem rima
Dispersam- se nas esquinas
Procuram encontrar espaço
Nos corações sem destino
Que vagam feito o tempo
Sugando as horas dos dias.

E quando encontram alento
Desatentos nem se importam
Percebem o cerrar…leggiLeggi poesia
Versos do Tempo
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 30/05/2016 09:49| 713

Sem sentido

Amore
Tudo fica sem sentido
quando você não está
a angústia ganha alma
meu ser perde a calma
e o coração te procura
experimenta a loucura.

Tudo fica sem sentido
quando falta te abraço
que me inunda de…leggiLeggi poesia
Sem sentido
Poesia in esclusiva
Poesia in Rime Scelte
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 03/04/2016 00:11| 1967

Vestes da Alma

Eu me visto de poesias
Quando a estrada da vida
Outrora de amor florida
Perde sem perceber a luz
Nos becos da nostalgia.

Então a alma tristonha
Sentindo a lida enfadonha
O mundo às vezes perverso
Se põe a escrever os…leggiLeggi poesia
Vestes da Alma
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 22/03/2016 00:52| 746

Madre mia

Famiglia
Ho scritto
questa piccola poesia
ora
per te
Madre mia.

Non ti ho mai detto
grazie
per il tuo esempio
di coraggio
per la tua dignità
nell’affrontare
i marosi
della breve vita
e accettare
tante spine.

Dei tuoi giorni
hai…leggiLeggi poesia
Madre mia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 13/03/2016 05:52 1| 788

Impossibilidades

Amore
Queria tanto te pedir para ficar
Porém, o retrovisor do destino
Na contramão das vontades
Impiedoso impõe bloqueios
Inatingível oceano de sonhos.

Assim sob a ácida chuva fria
De repente a…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 12/03/2016 20:23 1| 1295

Soneto

Introspezione
quatorze versos escritos de vez
número de sílabas constante
o mais famoso o decassílabo
que ora se faz neste instante

cuidado em rimas e acentos
é preciso fazer o momento
para ser atrativa a…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
claudia pinheiro montenegro 04/03/2016 05:57| 357

Angústia

Amore
Em meio ao horizonte perdido
Meu ser tristonho, combalido
Procurar encontrar o sentido
Nesta angústia que o arrasta.

E como um passarinho ferido
Cambaleia incompreendido
Em um mar de dor envolvido
Tormenta que a paz afasta.

Banhado no…leggiLeggi poesia
Angústia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 15/02/2016 03:55| 1874

Pequena

Famiglia
conflitante os espaços
sem muitas opções
mas com certeza
o Amor reina
nos…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
claudia pinheiro montenegro 12/02/2016 17:08| 353

Casinha Encantada

Famiglia
Quando eu me lembro
Da casinha pequenina
Tão pobrezinha
Mas repleta de alegria
Minha alma chora
De saudade do passado
De um reino encantado
Perfumado de amor.

Missa aos domingos
As seis horas ave- maria
Tudo era paz
Naquela casa…leggiLeggi poesia
Casinha Encantada
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 06/09/2015 03:46| 948

Desperdício

Introspezione
Que desperdício
Ver a vida sufocada
Entre o ontem que não passa
Cercado de triste rotina
Embaçado de angustia
Que embaraça a rotina
Entre amareladas cortinas.

Que sacrifício
Ver morrer a cor na…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 21/08/2015 04:34| 1207

4 dias

Introspezione
esperado filho em gestação
problemática

parto prematuro
sindrômico nascituro
quatro dias de…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
claudia pinheiro montenegro 19/08/2015 19:54| 517

Torpor

Riflessioni
sombrio o mundo
(conforme os passos)
em conluio com o mal
para entristecer a vida

mas até as trevas são luz
para Aquele que nos conduz

se des- cobre a esperança
em meio a vales profundos
frente a semimortos e…leggiLeggi poesia
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
claudia pinheiro montenegro 11/08/2015 14:04 1| 506

Insana procura

Amore
Te procuro entre paredes vazias
Na dor que a minha alma invade
À espera de imaginários milagres
E tu venhas devolver- me a vida.

Calam- se tristonhos os sonhos
Desabrocham desbotadas rosas
Faz coro os sons dos tristes dias
Ecoa a…leggiLeggi poesia
Insana procura
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 29/07/2015 02:40| 1625

Mar de Lembranças

Riflessioni
Súbito um mar de lembranças
Inundou de saudades meu ser
Perdido, sem prumo, tristonho
Cansado de sepultar os sonhos

Provei das lágrimas ácido gosto
Distante percebi o antigo porto
Onde a menina alegria ancorava
Sob o…leggiLeggi poesia
Mar de Lembranças
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 17/07/2015 01:39| 709

Cais da Felicidade

Spiritualita'
Foram tantos os sonhos desbotados
Sob o sal do abandono sem medidas
Que hoje incógnitos são os caminhos
Capazes de reconduzir à esperança.

Áridas estradas desprovidas de flores
Réquiem diário…leggiLeggi poesia
Cais da Felicidade
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 09/07/2015 02:58| 678

Triste ilusão

Introspezione
De repente nada faz sentido
Caem dos sonhos as cortinas
Esmaece a esperança menina
Na inutilidade da triste ilusão.

De repente o Sol perde o ouro
Despe- se o luar da formosura
Estrelas se perdem no infinito
Resta apenas o eco dos…leggiLeggi poesia
Triste ilusão
Poesia in esclusiva
Poesia in Portoghese
Ana Stoppa 19/05/2015 05:17| 653

Precedenti 30

490 poesie pubblicate in Portoghese. In questa pagina dal n° 1 al n° 30.



Lo staff del sito
Poesie su Internet
Cerca un autore od una poesia

Accordo/regolamento che regola la pubblicazione sul sito
Le domande più frequenti sulle poesie, i commenti, la redazione...
Guida all'abbinamento di audio o video alle poesie
Legge sul Diritto d'autore (633/41) - Domande e risposte sul Diritto d'autore - Cookie policy
Se vuoi mandarci suggerimenti, commenti, reclami o richieste: .


Copyright © 2018 Scrivere.info Poesie Poesie erotiche Poesie d'amore Nuovi poeti Poesie scelte Poesie sulle donne AquiloneFelice.it